12 de set de 2012

Não um recomeço, um começo.

"Provavelmente você não esteve aqui pra ver quanta história esse blog teve pra contar, mas tudo bem. Oi,meu nome é Welder."

Então, aqui estou eu de novo. Vem cá, deixa eu te contar a história de quando eu criei esse blog.
Eu fui um jovem um pouco desajustado na minha adolescência. tinha meus problemas de popularidade na escola, mas o que mais me afligia era a minha falta de sensibilidade pra lidar com o sexo oposto. Já desisti de contar quantas vezes eu vi caras se darem bem com as garotas, aquilo era sempre torturante.
No começo era aquela modinha de namorico e se gabar pra os amigos, mas depois, foi aparecendo aquela vontade de estar com alguém mesmo, aquele desejo de saber como seria beijar os lábios de uma garota, estar abraçado com ela, e como isso realmente faz as pessoas mais felizes. Sabe de uma coisa? por um longo tempo essas coisas não aconteceram comigo, e a medida que passava o tempo eu ficava mais carente e mais revoltado com o porque de não ser assim comigo.
Eu sempre quis exteriorizar esse ódio de seja lá quem (ou o que) fosse que estivesse fazendo com que eu não pudesse sentir o gostinho de me sentir amado - porque amar eu já amei, e muito. - e antes que eu acabasse explodindo de tanto reprimir esses sentimentos de raiva e culpa, eu os escrevi.
Dizem que a arte é uma boa maneira de expressar o que sentimos, e é recomendada pra casos como o meu pra que as pessoas não acabem pirando. A escrita foi o caminho que eu achei pra aliviar minhas tensões.
Ainda tenho vergonha de assumir de desde aqueles dias difíceis de adolescente, eu me dediquei toda a minha vida a sentir como era estar com alguém de verdade, ser amado. Há quem diga que é besteira, que é fútil, já que depois que eu encontrasse o tão sonhado amor da minha vida, ela não faria mais sentido, porque eu não teria mais o que buscar. É óbvio que eu não escutei ninguém, porque ainda estivessem em parte certos, minha vida já não fazia sentido, só fazia sentido amar.
Desde então eu me dediquei a entender o comportamento humano pra em fim descobrir qual seria a com binação secreta, onde estaria a fórmula do amor. Decepções a parte eu descobri que era um caminho duro a se seguir, talvez um caminho sem volta, e que se um dia eu entendesse o sentido do amor, jamais poderia voltar a amar alguém de novo. Eu não exitei, afinal, a muito tempo atrás eu jurei sacrificar meu desejo de amar se isso fosse necessário pra pelo menos sentir que eu poderia fazer feliz a alguém.
Eu não sou perfeito, venho me dando conta disso cada vez mais, ainda tenho muito a percorrer.
Não fui claro o suficiente pra você, eu sei, mas vou estar aqui tentando expressar como realmente me sinto.
Bom,eu tenho que ir agora, preciso ir pra academia amanhã cedo, mas espero que aproveite o blog, vão acontecer muitas coisas boas aqui,eu prometo.
Ciao.

Nenhum comentário:

Postar um comentário